Ou o Brasil acaba com o lawfare
ou o lawfare acaba com o Brasil!
Lawfare é o uso do Direito como arma de guerra para fins de deslegitimar, prejudicar ou aniquilar um inimigo.

Combina a manipulação de informações pela mídia com a distorção das leis.

Law + Warfare = Lawfare

 LEI            GUERRA

O lawfare já atinge muito mais brasileiros do que o senso comum faz supor. O caso mais conhecido é o do ex-presidente Lula, mas há inúmeros outros.

 

Optamos por iniciar a divulgação a partir de quatro casos emblemáticos de outras vítimas, cuja capacidade de defesa é pequena diante da violência do Estado.

CASOS EMBLEMÁTICOS

Ela andou com uma tornozeleira eletrônica por 508 dias
Márcia Lucena, 59 anos, é vítima do lawfare.
Você já imaginou ser presa acusada de assinar um documento que não assinou e ter que usar uma tornozeleira eletrônica por 508 dias sem nunca ter sido ouvida por um juiz?
Ele sobrevive a 1.426 processos e dezenas de acusações injustas
Elias Rassi Neto, 65 anos, é vítima do lawfare.
Você já imaginou ter que responder a 1.426 processos e dezenas de acusações injustas, ser perseguido judicialmente e condenado a pagar multas absurdas?
Ele perdeu 43 dias de sua vida no pior presídio do país
Luís Sabanay, 55 anos, é vítima do lawfare.
Você já imaginou ser preso sem saber o motivo, passar 43 dias no pior presídio do país, enfrentando processos judiciais por muitos anos para, ao final, concluírem que era inocente de todas as acusações?
Ele cumpre uma pena perpétua injustamente
Henrique Pizzolato, 70 anos, é vítima do lawfare.
Você já imaginou ser julgado por uma acusação falsa, ser condenado por juízes que desprezam as provas de sua inocência, sem direito a recorrer, cumprir uma prisão de mais de 12 anos por algo que você não fez, e ainda ter seus familiares perseguidos com processos absurdos?

ATIVIDADES

Andrea Trus, da TV 247, entrevista Cleide Martins, que integra a coordenação do projeto Lawfare Nunca Mais.
Lançamento do site do Lawfare Nunca Mais no 7º Encontro Nacional de Blogueiros e Ativistas Digitais, em Maricá – RJ.
Canal Desacato entrevista Sandra Urech, que integra a coordenação do projeto Lawfare Nunca Mais, sobre os casos emblemáticos de lawfare que atingiram a democracia.

SAIBA MAIS SOBRE O LAWFARE

O Papa Francisco nos desafia a detectar e neutralizar o lawfare. O Sumo pontífice explica que o uso do poder judicial com fins de perseguição política, combinada com operações midiáticas coloca em risco a democracia dos países. O evento, com a participação do Papa, reuniu juízes e juízas da América Latina e ocorreu na cidade do Vaticano, em 4 de junho de 2019.

APOIOS

FALE CONOSCO

Entre em contato com a nossa equipe preenchendo o formulário. Ou envie-nos uma mensagem pelo endereço lawfarenuncamais@gmail.com